chama violeta  Pager


 

A Via Sacra

 

As 14 Estações da Cruz

 

   Estação I - Jesus é condenado à morte

Primeira estação - Jesus é condenado à morte
Estação I
     O evangelista S. Mateus diz: "Jesus foi conduzido à presença do governador, que lhe perguntou: «És tu o Rei dos Judeus?» Jesus respondeu: «Tu o dizes». Mas, ao ser acusado pelos príncipes dos sacerdotes e anciãos, nada respondeu. Disse-lhe então Pilatos: «Não ouves tudo o que dizem contra ti?» Mas ele não respondeu coisa alguma, de modo que o governador estava muito admirado. Ora por ocasião da festa, costumava o governador conceder liberdade a um prisioneiro à escolha do povo. Nessa altura, havia um prisioneiro afamado, chamado Barrabás. Pilatos disse ao povo que se encontrava reunido: «Qual quereis que vos solte, Barrabás ou Jesus, chamado Cristo?» (...)"
     "Eles responderam: «Barrabás!». Pilatos disse-lhes: «Que hei-de fazer então de Jesus, chamado Cristo?». Responderam todos: «Seja crucificado!». Pilatos (...) mandou vir água e lavou as mãos em presença da multidão, dizendo: «Estou inocente do sangue deste justo. Isso é convosco». (...) Soltou-lhes então Barrabás; quanto a Jesus, depois de o mandar açoitar, entregou-o para ser crucificado."- Mateus 27, 11-26.
     "Quando fordes cobertos pelo vosso próprio sangue, Eu, então, como Juiz, lembrar-vos-ei o sangue que trazeis nas vossas mãos, por terdes proibido a tantas almas o receberem como as Minhas graças, através desta Lembrança da Minha Palavra. Vós sois como os Romanos, a cororar-Me de espinhos diariamente. Ireis, então, dizer-Me como Pilatos: "eu estou inocente deste sangue" e lavar as mãos em água perfumada? Vós recusais-vos a aceitar o antídoto da morte. Vós recusais-vos a reconhecer a Minha Palavra, dada pelo Meu Espírito Santo, nestes vossos dias..."

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "A perversão do Poder de Deus com critica, condenação e julgamento. Ele sustenta o mau uso planetário do chacra da coroa, porque o chacra da coroa está representado na linha 12."

     Estação II - Jesus toma a sua cruz

Segunda estação - Jesus toma a cruz
Estação II
     Acompanhemos o relato de S. Marcos: "Os soldados levaram-no para dentro do átrio, isto é, para o pretório, e convocaram toda a corte. Revestiram-no de um manto de púrpura, e cingiram-lhe uma coroa de espinhos, que haviam tecido. Depois começaram a saudá-lo: «Salvé, ó Rei dos Judeus!» Batiam-lhe na cabeça com uma cana, cuspiam-lhe e, dobrando os joelhos, prostravam-se diante dele. Em seguida, depois de o terem escarnecido, tiraram-lhe o manto de púrpura e vestiram-lhe as suas roupas."- Marcos 15, 16-20. Este relato do escarnecimento de Jesus está presente nos quatro evangelhos. Em seguida, Jesus toma a cruz: "Levaram, pois, consigo Jesus. E, carregando às costas a cruz, saiu para o lugar chamado Crânio, que em hebraico se diz «Gólgotha» (...)"- João 19, 16-17.
     "Ligaram-Me os pés com cordas e obrigaram-Me a caminhar até à Minha Cruz. Mas, Minha filha, Eu não podia caminhar, porque Me tinham ligado os Pés. Lançaram-Me, então, por terra e arrastaram-Me, pegando-Me pelos cabelos até a Minha Cruz. O Meu Sofrimento era intolerável. Alguns pedaços da Minha Carne, que haviam ficado pendentes, depois da Flagelação, foram-Me arrancados. Aliviaram, então, os laços dos Meus Pés e deram-Me pontapés para obrigar-Me a levantar e a levar o Meu fardo aos Ombros. Eu não podia ver sequer onde estava a Minha Cruz, uma vez que os Espinhos, que se Me haviam enterrado na Cabeça, Me enchiam os Olhos de Sangue, que se Me colava no Rosto. Levantaram, então, a Minha Cruz, puseram-Ma aos Ombros e empurraram-Me para a porta. Ó Minha filha, como era pesada a Cruz que Eu tive de levar! Avancei, às apalpadelas, para a porta. O Meu caminho era traçado apenas pelo azorrague que Me batia. Procurava ver o Meu caminho através do Sangue que Me queimava os Olhos".
     "A Cruz que irás carregar é a Minha Cruz de Paz e Amor, mas para carregar a Minha preciosa Cruz, minha filha, terás de fazer mais sacrifícios; sê forte e carrega a Minha Cruz com amor; Comigo irás partilhar a Minha Cruz e os Meus sofrimentos.

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 01 do relógio cósmico.Jesus tem que suportar a cruz. Mas a cruz de Jesus não é a do seu carma pessoas. Jesus veio naquela encarnação livre de carma mas mabteve 2% de seu carma apenas para identificar-se com a consciencia humana das pessoas daquela época."

     Estação III - Jesus cai sob o peso da sua cruz

Terceira estação - Jesus cai sob o peso da sua  cruz
Estação III
     Não há nos relatos dos quatro evangelistas do Novo Testamento nada escrito sobre esta queda de Jesus, e podemos pensar que este episódio foi incluído com o objectivo de realçar o seu sofrimento com o transporte da pesada cruz. Esta estação será então mais simbólica que factualmente rigorosa.
     "Endireitei-Me com dificuldade. A multidão tinha-se enraivecido. Eu não via nenhum amigo à Minha volta; ninguém estava ali, para Me consolar. A Minha agonia parecia aumentar e caí por terra.

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 02 do relógio cósmico,é alinha de peixe.Jesus cai pela primeira vez pelo peso do carma planetário, representado pela perversão da mestria de Deus. Medo, dúvida, interrogações humanas e registros de morte, mal qualificações acumuladas no plexo solar e das outras perversões acumuladas nas horas 12 e 01, respectivamente nos chacras da coroa e da alma. Nesta hora a cruz tornou-se muito pesada e Jesus caiu debaixo dela e se levantou prosseguindo para sua próxima iniciação".

     Estação IV - Jesus encontra a sua mãe

Quarta estação - Jesus encontra a sua mãe
Estação IV
     Mais uma vez, não há no relato bíblico da Paixão de Cristo nada sobre este encontro. Esta pintura mostra bem o forte simbolismo presente nesta estação onde se destaca a impotência da mãe de Jesus face ao destino do seu filho. Note-se também a presença de uma personagem feminina, trajada de castanho claro, ajoelhada ao pé de Maria, personagem esta que é Maria Madalena.
     "Vim a este Santo Coração, imagem e semelhança do Meu Sagrado Coração, para Me tornar Deus-Homem, a fim de Eu Mesmo seguir os Seus passos e, mais tarde, Ela Própria seguir os Meus. Disse que Ela e Eu tudo partilhamos até a Cruz; a Nossa União era tão intimamente perfeita, que não tínhamos necessidade de falar, porque a única expressão residia nos Nossos Corações; as Minhas palavras e os Meus pensamentos não tinham necessidade de Lhe ser transmitidos, na Minha ausência; pelo supremo poder do Meu Espírito Santo, tudo era conhecido por Ela; no Seu Coração Virginal, tudo por Ela era conhecido, uma vez que Ela possuia Deus e Deus A possuia a Ela.

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 03 do relógio cósmico,é alinha de Aries. No que se refere a mãe estar de pé no caminho quando ele passa para o seu destino no Golgota é no sentido de que todos somos Mãe em manifestação.Representa o encontro com todas as almas aflitas do planeta Terra.Ele encontra aquela Mãe que está encarnada em nós e por estarmos aflitos, porque não temos as conquistas de DEUS, PAI - MÃE, nesta linha."

     Estação V - Simão de Cirene ajuda Jesus a transportar a sua cruz

Quinta estação - Simão de Cirene ajuda Jesus a transportar a sua cruz
Estação V
     Na estação V, Simão de Cirene ajuda Jesus a transportar a cruz. Marcos diz-nos: "Depois de o terem escarnecido, despojaram-no da púrpura, vestiram-lhe os seus vestidos, e levaram-no para o crucificar. Obrigaram um certo homem que ia a passar, Simão de Cirene, que vinha do campo, pai de Alexandre e de Rufo, a levar a cruz."- Marcos 15, 20-21.
     Receando que Eu morresse antes da Crucifixão, os soldados deram ordem a um homem, de nome Simão, para que levasse a minha Cruz. Minha filha, não se tratava de um gesto de bondade ou de compaixão, mas de uma simples forma de Me poupar para a Cruz. [...] Leva agora a Minha Cruz, Vassula; leva-a por Mim.
     Permite-Me partilhar a Minha Cruz contigo novamente; alivia-Me, deixa-Me descansar; Eu quero que tu a leves por Mim porque confio em ti; [...] agora Eu confio a ti a Minha Cruz; logo irás compreender quão pesada é a Minha Cruz; mais tarde Eu virei em teu auxílio.

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 04 do relógio cósmico,é alinha de Touro. Simão o Sirineu,ajuda a Jesus a carregar a sua cruz.Aqui está representada a obediência de um iniciado de um chela,pois qualquer um de nós tem que ajudar a carregar o carma planetário.Esta ajuda de Simão simboliza o que chamamos o equilibri de Omega. Nesta linha fica também representada a queda de Satam que caiu em desobediencia quando desafiou a Lei.A Rebelião."

     Estação VI - Uma mulher piedosa enxuga a face de Jesus

Sexta estação - Uma mulher piedosa enxuga a cara de Jesus
Estação VI
     Esta estação retrata o conhecido episódio em que uma mulher que assistia à passagem de Jesus decide limpar-lhe a face com um pano. A tradição diz que de seguida acontece um milagre, ficando o pano com a sua cara gravada, mas os evangelhos nada nos dizem acerca deste episódio.      Eu deixei-Me coroar, com uma Coroa de Espinhos; permiti que Me escarnecessem e que me cuspissem no Meu Santo Rosto
     Senti, então, alguém que Me enxugava o Rosto, inchado.
     Vassula, contempla o Meu Santo Rosto. Só o fato de Me teres contemplado Me consola. Diz-lhes que basta tão pouco para Me consolar. Vem a louvar-Me, amando-Me..
     Se ao menos vós soubésseis como Eu estou disposto a perdoar os crimes da vossa era, por um só olhar afetuoso que fosse, dirigido a Mim... um momento de saudade... um suspiro de hesitação... uma ligeira reflexão. Por um só sorriso à Minha Santa Face, Eu perdoarei e esquecerei. Não olharei sequer para as Minhas Chagas. Tirarei da Minha Vista todas as vossas iniquidades e os vossos pecados. Tivésseis vós apenas um momento de pesar, e todo o Céu celebraria esse vosso gesto, uma vez que o vosso sorriso e o vosso olhar afetuoso me seriam agradáveis como incenso e esse pequeno instante de pesar seria por Mim entendido como um novo cântico.

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 05 do relógio cósmico,é alinha de Gemeos. Representa a iniciação da sabedoria da compaixãp.Ao enxugar a face de Jesus, Veronica simboliza o discipulo que vem para confortar o Cristo. Todos nós no caminho iniciático temos que ter compaixão de todas as manifestações cristicas que estão carregando a sua cruz e enfrentando a crucificação. Este processo de carregar o carma pessoal e o carma planetário e ser acusado e julgado e condenado pelos Neflins ou os caidos. Esta acusação é alguma coisa que todos os que estão fusionados no Cristo tem que enfrentar, as vêzes não apenas uma só vez, mas muitas vêzes."

     Estação VII - Jesus cai pela segunda vez

Sétima estação - Jesus cai pela segunda vez
Estação VII
     De novo, este episódio não vem relatado nos textos do Novo Testamento. Mais uma vez, a estação deve ser entendida pelo seu carácter simbólico, na medida em que evidencia de novo a extenuação de Jesus e o tremendo suplício do transporte da cruz. Há quem veja grandes semelhanças entre a Torre Magdala e a estrutura que se pode ver (infelizmente mal, nesta fotografia) em último plano, atrás da porta, do lado direito.
     Amo todos aqueles que sucumbem e vêm a Mim, pedindo-Me perdão: amo-os ainda mais. Não os afastarei nunca; muito embora tenham sucumbido milhares de vezes. Não te deixarei cair, estarei ao pé de ti para te defender.
     Eu amo-te e manter-te-ei firme nas tuas quedas; não deixarei que tu te percas.

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 06 do relógio cósmico,é alinha de Cancer. Desta vez a sua queda é causada pelo peso do mau uso do chacra da base da espinha, todo o mau uso do Fogo Branco. É de tremendo pêso, pois a desqualificação acumulado em carma planetária é muito grande. O mau uso desta linha é que causa toda velhice, doenças e morte."

     Estação VIII - Jesus consola as filhas de Jerusalém

Oitava estação - Jesus consola as filhas de Jerusalém
Estação VIII
     Em Lucas há um relato deste encontro:"Seguia-o uma grande multidão de povo e de mulheres, que batiam no peito e o lamentavam. Porém Jesus, voltando-se para elas, disse: «Filhas de Jerusalém, não choreis sobre mim, mas chorai sobre vós mesmas e sobre os vossos filhos. Porque eis que virá o tempo em que se dirá: Ditosas as estéreis, os seios que não geraram, e os peitos que não amamentaram. Então começarão os homens a dizer aos montes: Caí sobre nós; e aos outeiros: Cobri-nos. Porque se isto se faz no lenho verde, que se fará no seco?»."- Lucas 23, 27-31.
     O simbolismo é muito forte nesta estação. Jesus profetiza, avisando que as gerações futuras é que sofrerão as consequências da sua morte. Anuncia que os Homens, reparando na gravidade do acto consumado, irão sentir um imenso remorso. A última frase é terrível, no sentido em que se o Homem destrói o próprio filho de Deus (o "lenho verde"), o que acontecerá ao comum mortal? Há quem veja esta profecia como o prenúncio da catástrofe da revolta judaica em 70 d.C., quando o exército romano reduz uma das mais violentas revoltas a cinzas, expulsando os Judeus de Jerusalém.
     Senti, então, que alguém Me enxugava Rosto, inchado. Ouvi-as chorar e lamentar-se; ouvi-as. "Benditas sejais!" disse-lhes Eu. "O Meu Sangue lavará todos os pecados da humanidade. Olhai, Minhas filhas, o tempo da vossa salvação chegou".
     Quando o Meu Dia vier, ai daqueles que trouxerem ainda os seus pecados consigo, tal como se traz no seio uma criancinha!
     Então, os reis e grandes da terra, os chefes, os ricos e os poderosos e, enfim, todos os homens, escravos ou livres, se esconderão nas cavernas e entre os rochedos dos montes, e dirão aos montes e aos rochedos: "Caí sobre nós e escondei-nos da Face d'Aquele que está sentado no Trono e da ira do Cordeiro"

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 07 do relógio cósmico,é a hora da linha de Leão.Por que Jesus consola a santa mulher? Porque é nessa linha que ele precisa começar a percorrer a Cruz de Aquário " A Mulher e sua Semente". Sua consolação é: Não chore por mim, você filha de Jerusalém, mas chore por você mesma e por suas crianças. Eu passei minhas iniciações e continuo para a Ressurreição e a vida eterna, mas você, um dia terá que percorrer a Cruz de Peixe, que eu estou carregando e a Cruz de Aquário da Mulher e sua Semente. "

     Estação IX - Jesus cai pela terceira vez

Nona estação - Jesus cai pela segunda vez
Estação IX
     Agora, aproxima-se do fim a Via Dolorosa, com a última queda de Jesus, a terceira de três quedas. O uso do número três reforça o simbolismo atrás referido. Jesus chega ao Calvário: "Conduziram-no ao lugar do Gólgotha, que quer dizer «lugar do Crânio». Queriam dar-lhe vinho misturado com mirra, mas ele não o quis beber."- Marcos 15, 22-23. Note-se que a função do vinho com mirra era a de simplesmente diminuir-lhe o sofrimento.
     O Meu Coração enche-Se de compaixão pela tua miséria e pelas tuas quedas.
     Faço agora esta pergunta àqueles que não aceitam esta revelação: "É contrário à Minha Lei, na vossa era, salvar a Minha Criação da sua queda, com as Minhas Obras Providenciais de hoje?"

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 08 do relógio cósmico,é a hora da linha de Virgem.Esta terceira vez está em oposição a linh 02 do relógio, quando ele cai pela primeira vez. O eixo 2 - 8 é o eixo da linha do carma. Ai você encontra seu maior carma e ao enfrentá-lo e poderá ser tentado com um total sentimento de injustiça. E se você for tentado recite o mantra: " NÃO HÁ INJUSTIÇA EM NENHUM LUGAR DO UNIVERSO" e fiquem confiantes na Justiça de Deus Todo Poderoso."
     "OBS: A HIERARQUIA DE VIRGO É IGUAL A MÃE TERRA."

     Estação X - Jesus é despojado das suas roupas

Décima estação - Jesus é despojado das suas roupas
Estação X
     Quase todos os evangelistas relatam este episódio, apenas S. Lucas o omite. O relato mais pormenorizado é o de S. João: "Tendo os soldados crucificado Jesus, tomaram as suas vestes - de que fizeram quatro partes, uma para cada soldado - e também a túnica. A túnica, toda tecida de alto a baixo, não tinha costura. Disseram uns aos outros: «Não a rasguemos, mas lancemos sortes sobre ela, para ver de quem será». Assim se cumpriu a escritura: «Repartiram entre si as minhas vestes e sobre a minha túnica deitaram sortes». Assim fizeram, pois, os soldados." - João 19, 23-24.
     Chegados ao Monte, lançaram-Me por terra, arrancaram-Me os vestidos e deixaram-Me nú para assim Me exporem à vista de todos. As Minhas feridas reabriram-se e o Meu Sangue corria pela terra. Os soldados deram-Me vinho misturado com fel. Eu recusei-o, porque tinha já no Meu íntimo a amargura que Me haviam provocado os Meus inimigos.
     As tuas vestes, Minha filha, passarão pelo teu sangue, e também isso mostrará, à evidência, que tu vens de Mim. Foi para isso que tu nasceste e a tua aceitação delicia-Me, porque, através dos teus tormentos, Eu salvarei muitos.

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 09 do relógio cósmico,é a hora da linha de Libra.Esta é uma iniciação profunda.
     "NU EU VIM AO MUNDO, NU EU RETORNO AO CORAÇÃO DE DEUS"
     "O arrancar da veste de Jesus é a retirada da corrente de vida de toda a conquista, auto identidade, todo o senso de personalidade, todo senso de que você é alguma coisa, aqui você está "NU". Tudo o que você tem é a Chama Trina, a fusão do Santo Cristo Pessoal e a Presença I AM, e em razão disto você se ergue ou cai. Da alma é retirada todas as conquistas externas e somente as conquistas internas permanecem."

     Estação XI - Jesus é pregado na cruz

Décima primeira - Jesus é pregado na cruz
Estação XI
     Nesta estação, Jesus é crucificado. S. Lucas continua no vigésimo terceiro capítulo o relato da crucificação: "Quando chegaram ao lugar que se chama Calvário ali o crucificaram a ele e aos ladrões, um à direita e outro à esquerda. Jesus dizia: «Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem». Dividindo os seus vestidos, sortearam-nos."- Lucas 23, 33-34.
     Na pintura, Jesus é subido à cruz num ambiente escuro, senão mesmo nocturno. Ora a escuridão descrita no Novo Testamento só ocorre quando Jesus já está crucificado. S. Mateus é bem claro neste ponto: "Desde a hora sexta, até à hora nona, as trevas envolveram toda a terra (...)"- Mateus 27, 45. Assim, parece claro que segundo S. Mateus, as trevas só vieram à hora sexta, ou seja, sensivelmente ao meio-dia (as horas eram contadas a partir do nascer do sol, e a hora prima era aproximadamente às sete da manhã). A esta hora, já Jesus estava crucificado há algum tempo, logo faz pouco sentido que esteja um céu tão escuro no momento em que ele é pregado na cruz, pois as trevas só viriam depois. Pelos relatos dos outros evangelistas como S. Marcos (15, 24-36), obtemos a informação de que Jesus foi crucificado perto das nove da manhã ("hora terceira", Marcos 15, 25), que as trevas vieram ao meio-dia e que Jesus morreu perto das três da tarde, como nos diz S. Marcos: "E à hora nona, Jesus exclamou em alta voz: «Eloí, lama sabacthani?» Que quer dizer: meu Deus, meu Deus, porque me abandonaste?" - Marcos 15, 34.
     Pregaram-Me, primeiro os Pulsos e, depois de Me terem fixado à Cruz com os Cravos, estenderam o Meu Corpo já trespassado, atravessaram-Me os Pés com violência.
Minha filha, ó Minha filha, que sofrimento! Que agonia! Que tortura para a Minha Alma! Abandonado pelos Meus bem-amados, renegado por Pedro, sobre o qual Eu mesmo havia fundado a Minha Igreja; renegado pelo resto dos Meus amigos; deixado só, abandonado pelos Meus inimigos. Chorei. A Minha Alma estava repleta de dor.
     Eu permiti que Me crucificassem: tudo, por vosso Amor. Oh! Filhos do Crucificado! Como podereis, então, esquecer tudo aquilo que Eu fiz por vós? A Sabedoria foi julgada e refreada pela força. Fui desprezado e rejeitado pelos homens, para carregar com os vossos sofrimentos; fui cravado no madeiro para vos libertar a vós; permiti que Me trespassassem, para vos libertar; aceitei a mais dolorosa das mortes, a fim de que a vossa alma pudesse viver e partilhar o Meu Reino; fiz jorrar o Meu Sangue, a Rios, a fim de que vós pudésseis obter a Vida Eterna. Por vosso amor, permiti que Eu Mesmo fosse tido por um pecador.
     Como podem não se amarem uns aos outros? Como podem honrar-Me quando se discriminam e repudiam?

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 10 do relógio cósmico,é a hora da linha de Escorpião, do egoismo, auto idolatria, do egocentrismo da humanidade. Ele é pregado na cruz pelo peso cármico da humanidade que Ele tem que suportar. Você que é um iniciado estará no caminho do Mestre quando aprender a suportar estas desqualificações da humanidade. Ele suportou e você poderá suportar um pouquinho por conta dele.

     Estação XII - Jesus morre na cruz

Décima segunda estação - Jesus morre na cruz
Estação XII
     Nesta estação, o céu, apesar de escurecido, é claramente diurno, ao contrário do da estação anterior, o que é estranho pois aqui já haveria boas razões para o artista retratar as trevas de modo mais convincente. S. Mateus e S. Marcos concordam com a hora sexta para o início das trevas e com a hora nona para a morte de Jesus, e S. Lucas apenas difere na última frase proferida por Jesus: "Por volta da hora sexta, as trevas cobriram toda a terra, até à hora nona, por o Sol se haver eclipsado. O véu do Templo rasgou-se ao meio, e Jesus exclamou, dando um grande grito: «Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito». Dito isto, expirou." - Lucas 23, 44-46.
     O evangelho de S. João é sem dúvida diferente neste aspecto (e em muitos outros!). S. João não refere a hora da morte nem menciona nenhumas trevas, preferindo relatar o momento em que Jesus estava rodeado por Maria mulher de Cleófas, Maria Magdala e Maria sua mãe, no qual Jesus entrega esta última ao cuidado do "discípulo que ele amava" (João 19, 25-27). A frase final é diferente da mencionada pelos outros evangelhos: "Quando Jesus tomou o vinagre, exclamou: «Tudo está consumado». E, inclinando a cabeça, rendeu o espírito."- João 19, 30.
     Possivelmente o relato de João é o que se aproxima mais da cena pintada nesta estação, na medida em que Jesus está rodeado pelas ditas mulheres. Esta afirmação ganha bastante força quando se repara que todos os evangelhos à excepção do de S. João incidem no facto de que todos assistiam à crucificação de longe, incluindo os seus parentes e amigos: "Todos os seus conhecidos e as mulheres que o acompanhavam, desde a Galileia, se mantinham à distância, observando estas coisas."- Lucas 23, 49. Veja-se ainda os relatos de S. Mateus: "Estavam ali, a observar de longe, muitas mulheres, que tinham seguido Jesus desde a Galileia e o serviram."- Mateus 27, 55 - e de S. Marcos: "Também ali estavam umas mulheres a observar de longe; entre elas, Maria Magdala, Maria, mãe de Tiago, o Menor, e de José, e Salomé, as quais o acompanhavam e serviam, quando ele estava na Galileia; e muitas outras que tinham subido com ele a Jerusalém."- Marcos 15, 40-41.
     Os soldados levantaram a Minha Cruz e colocaram-na no buraco preparado. De onde Me encontrava, contemplei a multidão. Tentando ver, com dificuldade, com os Meus Olhos inchados, observei então o mundo. Não vi amigo algum, por entre aqueles que escarneciam de Mim. Ninguém viera para Me consolar: "Meu Deus! Meu Deus! Por que Me abandonaste?"Abandonado por todos os que Me amavam. O Meu Olhar pousou, então, sobre a Minha Mãe. Contemplei-A e os Nossos Corações falaram: "Dou-te os Meus filhos muito amados, para que sejam também Teus filhos. Tu serás a sua Mãe".
     Lembra-te quando Eu estava na Cruz? Que palavras eu havia dito? Eu disse que Ela é também tua Mãe ; Ela te ama e cuida de ti; Abba dá a quem Ele quer; aceita aquilo que Ele te dá.
     Gritei da Minha Cruz. Era o Meu último Grito, que Eu mesmo dei, quando estava ainda na carne; um Grito cheio de sofrimento, pena e amargura, que ressoava das profundezas da Minha Alma e penetrava nas alturas dos Céus. Esse Grito sacudiu os fundamentos da terra e rasgou os corações daqueles que Me amavam tal como rasgou o véu do Templo. Estimulou os devotos servidores a seguir-Me, como despertou os mortos nos seus túmulos, revirando a terra que os cobria, tal como revirou também todo o Mal. Fortes trovões atordoaram as alturas dos Céus e todos os Anjos se prostraram, a tremer, e Me adoraram em silêncio. Minha Mãe, de pé, junto de Mim, ao ouvir o Meu Grito, caiu de joelhos, cobrindo o Rosto, lavado em lágrimas. Ela trouxe em Si mesma este último Grito, até ao dia da Sua Dormição... Ela sofreu...
     Tudo estava consumado, a salvação estava próxima. Vi os Céus abrirem-se e todos os anjos estavam petrificados e em silêncio. "Pai, nas Tuas Mãos entrego o Meu Espírito. Agora, estou Contigo"
     Estou embebido de amargura, sofrendo cada vez mais pelas inúmeras iniquidades do mundo, pela maldade, pela deslealdade e pelo egoísmo. O Meu Grito cresce dia a dia, cada vez mais. Fui deixado sozinho, na Minha Cruz; sozinho, a carregar com os pecados do mundo sobre os Meus ombros; sozinho, a sofrer; sozinho, a morrer, derramando o Meu Sangue, que cobriu a terra inteira, salvando-vos, Meus bem-amados. Este mesmo Grito é agora, sobre a terra, como que um eco do passado. Viverei Eu, porventura, nas sombras do passado? Foi vão o Meu Sacrifício? Como podereis vós não sentir o Meu Grito, da Cruz? Por que fechais os ouvidos e O ignorais?

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 11 do relógio cósmico,é a hora da linha de Sagitário, do ressentimento, vingança e da retaliação dos caidos opndo-se ao Cristo, fica configurada a vingança dos Nefilins contra o Cristo Vivo.

 

     Estação XIII - Jesus é retirado da cruz e entregue à sua mãe

Décima terceira - Jesus é retirado da cruz e entregue à sua mãe
Estação XIII
     Os evangelhos relatam todos o pedido feito por José de Arimateia a Pilatos, para ficar com o corpo de Jesus. S. Mateus e S. Marcos referem que a descida da cruz se passou "ao cair da tarde". Os restantes evangelistas não mencionam a hora mas referem que a descida da cruz se deu no mesmo dia devido à aproximação das festas pascais. Não há nenhuma afirmação de que o corpo foi entregue a Maria, ou de que esta segurou o corpo do filho, apenas se refere que foi o próprio José de Arimateia que retirou o corpo da cruz. Leia-se o relato de S. Marcos: "Ao cair da tarde, visto ser a Preparação, isto é, a véspera do sábado, José de Arimateia, respeitável membro do conselho, que também esperava o Reino de Deus, foi corajosamente procurar Pilatos e pediu-lhe o corpo de Jesus. Pilatos admirou-se de ele já estar morto e, mandando chamar o centurião, perguntou-lhe se já tinha morrido. Informado pelo centurião, ordenou que o corpo fosse entregue a José. Este, depois de comprar um lençol, desceu o corpo da cruz e envolveu-o nele."- Marcos 15, 42-46.
     Não percas nunca a coragem, que Eu estou a teu lado. Penetra nas Chagas de Jesus, penetra no Meu Coração Doloroso e experimenta a Minha Dor; vê como choro. Eu apareço a muitos, mostro o Meu Coração, dou Sinais, fazendo chorar as Minhas Imagens, apareço em muitos lugares; mas os corações de Meus filhos estão cobertos por uma espessa crosta, um estrato de incredulidade. Eles ridicularizam aqueles que acreditam; a Palavra de Deus não tem sentido algum para eles; os apelos de Deus são ignorados; prestam pouca atenção aos Nossos Avisos. Ninguém quer ouvir as Mensagens de Deus pronunciadas pela Sua Boca. A fé da vossa era desapareceu, expulsada pela intolerância, pela perversidade, pela crueldade e pela ignomínia. O Meu Coração Imaculado sente-se aflito e a Minha Mão já não pode evitar, por mais tempo, que o Braço de Deus caia sobre vós.

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 12 do relógio cósmico,é a hora da linha de Capricórnio. A crucificação está terminada.Ele percorreu todo o circulo e ele suportou o peso de todo o carma de todas as linhas do relógio cósmico e agora Ele pode ser retirado daquela cruz.

 

     Estação XIV - Jesus é sepultado

Décima quarta estação - Jesus é sepultado
Estação XIV
     O local onde Jesus foi sepultado é, ainda hoje, um problema por resolver, pois os evangelhos não são concordantes. S. Mateus é inequívoco quanto ao dono do sepulcro, José de Arimateia: "José tomou o corpo, envolveu-o num lençol limpo, e depositou-o num túmulo novo, que tinha mandado talhar na rocha." - Mateus 27, 59-60. O evangelho de S. Marcos relata o episódio de forma muito semelhante à anterior, mas não refere explicitamente que José de Arimateia era o dono do sepulcro (ver Marcos 15, 46). S. Lucas relata a cena de igual modo aos anteriores, não dando a entender que José era o dono, mas revelando que ainda ninguém lá fora sepultado (ver Lucas 23, 53).
     A leitura de S. João é sempre interessante, pois ele raramente conta estes episódios da mesma forma que os restantes três. Leia-se: "Depois disto, José de Arimateia, que era discípulo de Jesus, ainda que em oculto por medo dos judeus, pediu a Pilatos para levar o corpo de Jesus. Pilatos permitiu-lho. Veio, pois, e tirou o corpo. Veio também Nicodemos, aquele que anteriormente se dirigira de noite a Jesus, trazendo uma composição de quase cem libras de mirra e aloés. Tomaram o corpo de Jesus e envolveram-no em ligaduras juntamente com os perfumes, segundo a maneira de sepultar usada entre os judeus. No lugar em que ele tinha sido crucificado, havia um horto e no horto, um túmulo novo, no qual ninguém fora ainda depositado. Por causa da Preparação dos judeus, como o túmulo estava perto, foi ali que puseram Jesus."- João 19, 38-42.
     Note-se que Jesus tem bem visível a ferida provocada pela lança no seu lado esquerdo, o que leva a que neste aspecto, a pintura esteja de acordo com S. João, pois os outros evangelistas não mencionam o episódio da lança. Mais uma vez, podemos ver pela análise das estações anteriores que as personagens presentes podem ser José de Arimateia e Nicodemos (mais idoso) a transportar o corpo, e que quem está do lado esquerdo é Maria, sua mãe, provavelmente amparada pela sua irmã, e mais uma vez, aos pés de Jesus (sempre aos seus pés), Maria Madalena.

   Ensinamentos da Grande Fraternidade Branca

     "Está representada na linha 06 do relógio cósmico,é a hora da linha de Cancer, é a hora da Mãe, e a hora de Omega. Jesus é colocado no túmulo, estendido no sepulcro. ISTO É ESTAR DE VOLTA AO VENTRE DA MÃE DIVINA. Ele estava lá na sétima estaçãoi, caindo pela segunda vez, e agora Ele está estendido no túmulo, carregado por seus discípulos que o ungem com os óleos e outras iguarias.

 

"Eu quero fazer-vos sair dos vossos túmulos e reconduzir-vos ao vosso domínio."

Amorosamente Eu Sou,

Mestre Jesus



INICIAL