A Sua Telepatia

 

Na visão holística da física moderna, nesse mundo feito de Energia, tudo está interligado com tudo. O Universo é uma gigantesca, multidimensional rede de telepatia. Ficamos inconscientes desse gigantesco barulho de informações, e somos assim protegidos de naufragar num oceano de confusões, mas essas informações estão presentes em nosso subconsciente e podemos ter acesso a elas. Basta focalizar nossa sensibilidade, nossa percepção, para usar de maneira prática essa capacidade natural. Assim conseguimos um contato direto com a realidade viva, com uma fonte inesgotável de inspiração. A telepatia é sensação, percepção, recebe e manda imagens.

Aqui esta o segredo: a telepatia não funciona em palavras, mas em imagens. A Telepatia é o idioma que o Universo fala, e o Universo não pensa em Português nem em Inglês. O Universo pensa em percepções. Um atomo, um simples atomo, percebe um outro atomo, sua distancia e sua natureza. Um atomo tem uma imagem de um outro atomo. Quando você usa sua telepatia, você recebe e manda imagens, e antes de tudo imagens tateis. O sentido original, para dizer a verdade o único sentido, é o sentido do tocar. Os olhos se especializaram a tocar a luz, os ouvidos a tocar as vibrações do ar, o paladar a tocar o sabor duma fruta, o nariz a tocar o encanto de um perfume francês. Com nossa telepatia, tocamos o Mundo.

Existem três tipos básicos de telepatia:
lunar (subconsciente),
netuniana e plutoniana (supraconsciente). 

A imaginação é a fonte da telepatia lunar: imaginando começamos a sentir, a perceber, a sentir o que a outra pessoa sente. Fácil, todo mundo faz isso, apenas não se conscientiza do Poder que se esconde aí. Se não prestar atenção fica subconsciente, inútil.

Para usar a telepatia netuniana, basta se identificar com outra pessoa, animal, planta, ou pedra, e assim conhecemos a outra pessoa como a outra pessoa se conhece, na própria verdade dela, se aniquilando para ser a outra pessoa: "Eu sou você. Sinto, vivo o que você esta sentindo."
"Eu sou essa árvore, conheço essa árvore como essa árvore se conhece."

Com Plutão, você entra em unidade/polaridade com a outra pessoa ou objeto: "Eu sou você, sem deixar de ser eu". Não me afogo no oceano das emoções da outra pessoa. Fico lúcido, posso iniciar uma transformação em você ou em mim.

A telepatia de Netuno é perigosa, carregada de emoções, passiva, atraindo fraqueza e  confusão. A telepatia de Plutão é alquímica: lúcida, clara, precisa, sente sem se deixar afetar, ficando numa posição de poder, o poder de transmitir força e bem estar para quem é deprimido ou negativo.

Para despertar nossa telepatia, precisamos entrar em nosso mundo profundo:

 

Meditação

Entrar em Telepatia

Imagine a noite chegando na floresta,
no meio das arvores despertando
um Templo feito de Luar.

Entre no encanto,
e no encanto imagine alguém
que você conhece ou talvez
encontrou apenas uma vez.

Imagine, sinta essa pessoa,
sentindo, sentindo o que ela sente,
percebendo o que ela está percebendo.

Imagine o mar,
imagine o mar abraçando você,
o mar divino,
o mar é um Templo,
esse Templo feito de oceano,
essa sensação oceânica,
essa sensação oceânica de abraçar,
abraçar alguém que você conhece,
com tudo seu Ser abraçando,
sentindo essa pessoa,

mergulhando em comunhão,
vestindo essa pessoa como se veste uma roupa,
como o ator veste a roupa e os sentimentos
do personagem.

De repente você é essa pessoa.
Você é ela, você a conhece como ela se conhece,
sente o que ela sente,
lembrando-se do que você não sabe,
mas que ela sabe.

É tão natural.

E você volta para a terra,
para um lugar perto duma grande arvore
na beira duma caverna,

acima o céu, abaixo as profundezas,
o Templo do dia e da noite,
sentindo as Energias da Terra
subindo ao longo das suas pernas,

ao longo da sua espinha vertebral,
para mais alto, para o Céu, para o Infinito,
sentindo as Energias do mais alto
descerem em você,
fluírem em você,

até as solas dos pés, abençoando a Terra.
Consciente de você,
do centro de consciência que você é,

já começando a imaginar
a mesma pessoa ou uma outra.

Você, o centro de consciência que você é,
entra em polaridade com ela.
Se torna ela, sem deixar de ser você.
Você é mais do que você,
você é você quem é ela.

Sente o que ela está sentindo,
sem se deixar envolver,
sente o que ela sente.

Usando a sua inteligência,
usando a inteligência dela,
sentindo... percebendo...

olhando do seu ponto de vista,
olhando do ponto de vista dela,

olhando os segredos que ela mesma não percebe,
não percebe por medo, por trauma,
por condicionamento,

compreendendo ela melhor do que ela própria
se compreende.

E você está mandando Luz para os pontos escuros dela,
mandando alegria, bem-estar,
iluminando de bem-estar, de prazer e de inteligência
tudo que você encontra,

a permeia de bem-estar, de felicidade, de encanto.


INDICE - PRÓXIMO




O texto original é encontrado com toda a nossa gratidão em:
Descubra seu Lado Infinito