Malkuth

Tree of Life

Malkuth :

Título - MALCHUT (Mem Lamed Caph Vav Tav), Reino

Imagem Mágica - Uma joven coroada, sentada no trono

Localização na Árvore - Na base do Pilar do Equilíbrio

Texto do Sepher Yetzirah - O Décimo Caminho chama-se Inteligência Resplandencente, porque é exaltado sobre todas as cabeças e tem por assento o trono de Binah. Ele ilumina os esplendores de todas as luzes, fazendo emanar a influência do Príncipe dos Rostos, o Anjo de Kether.

Títulos Conferidos - A porta. A porta da morte. A porta das trevas da morte. A porta das lágrimas. A porta da justiça. A porta da oração. A porta da filha dos poderosos. A porta do Jardim do Éden. A mãe inferior. Malkah, a Rainha. Kalla, a Noiva. A Virgem.

Nome Divino - Adonai Malekh, ou Adonai Ha Aretz.

Arcanjo - Sandalphon

Coro Angélico - Ashin, Almas de Fogo

Chakra Cósmico - Cholem ha Yesodoth, esfera dos elementos

Experiência Espiritual - A visão do Anjo da Guarda sagrado

Virtude - Discriminação

Vício - Avareza, Inércia

Correpondencia no Microcosmo - Os pés. O ânus.

Símbolos - O altar do cubo duplo. A cruz de braços iguais. O c;irculo mágico. O triângulo de arte

Malkuth :

Que haja Vida no Reino !
O ultimo ramo da Árvore da Vida é o mundo material onde se encontra nosso planeta Terra. Finalmente a causa primordial alcançou seu efeito último na totalidade da vida, da natureza e da humanidade. Com o ímpeto inerente da estabilidade, da unidade e da harmonia, as formas incontáveis da matéria finita tornam-se uma. O universo em expansão e contração da matéria encontra-se em constante mudança imersos no espaço e no tempo.

O mundo segundo os alquimistas é composto por quatro elementos: Fogo, Água, Ar e Terra, sendo este último o símbolo da materialização sólida de Malkhut. "Porque tu és Pó ... ".

Malkhut também é chamado de mundo das Conchas ou Cascas (Qliphots) e do Desperdício acima do mundo das forças opostas, más e desequilibrada, o mundo da antimatéria das trevas e da destruição, o fundo do poço da criação o Inferno dos Cristãos ou Antípodas na Mitologia Grega. O mundo inferior é para onde "descem" as almas perdidas numa dimensão inferior ao nosso plano terrestre.

Malkhut é chamado a Terra Virgem que simboliza a Noiva que aguarda o Rei, com o intuito de tornar-se a Rainha do Reino. É também chamada de Mãe Inferior como reflexo da Mãe Eterna situada na terceira Sephira (Binah). O último ramo da Árvore da Vida "O Grande Magneto" cabalísticamente significa a Totalidade.

Místicamente o número 10 é importante; a dezena onde os números dez e um são semelhantes e onde a soma de seus algarismos 1 (Kether a Coroa) + 0 (O Grande Imanifesto) dão origem ao 10: assim como é em cima, da mesma forma é em baixo...

O ramo Terra da Árvore possui como símbolo a Cruz Solar, ou a Cruz da Natureza, com seus quatro elementos em harmonia. Esta Cruz de braços iguais constitui a origem de uma série de outras como por exemplo a a Cruz do Calvário do Cristianismo, a Roda da Vida do Budismo, o Ankh Egípcio e a Suástica Hindu.

Como os quatro elementos que o constituem Malkhut possui quatro cores simbólicas: Citrino, a mistura de verde do ramo sete e laranja do ramo oito que corresponde a Fogo. Verde Oliva da Água que é uma mistura do verde do sétimo ramo com o púrpura do nono ramo. O Castanho avermelhado do Ar e o Preto que simboliza a Terra. O elemento químico correspondente a Malkhut é o Sal.

Malkuth : A décima Sephirah da árvore cabalistica da vida, Sephirah inferior na árvore inteira. O termo tem um significado de "reino da palavra." Representa o arquétipo do número 10, o aspecmanifestarado da divindade. Corresponde ao Adonai conhecido como o divino Ha-Aretz-Aretz, Arcanjo Sandalphon, coro angélico chamado Ashim (flamas), e Olam Yesodoth, a esfera dos elementos.

Em Malkuth, Adonai ha-Aretz-Aretz é deus, o senhor e rei, governando sobre o reino e o império que é o universo visível.

Seus Arcanjos são três: Metatron, o príncipe do patrocinio refletido de Kether, de Sandalphon, do príncipe da prece (feminina), e de Nephesch ha Messiah, a alma do Reconciliador para a terra.
A ordem dos Anjos é Ashim ou as chamas do fogo, e estes são chamadas também a ordem de almas abençoadas, ou das almas perfeitas.

Malkuth é a primeira esfera pela qual um novato entra na árvore da vida. É neste reino que você aprende da existência de outras coisas, à exceção da terra, e a fazer contatos com as fontes divinas. Sandalphon é o nome do Arcanjo que preside esta esfera e sem sua permissão, você não será autorizado a deixar Malkuth e participar das outras esferas da árvore da vida. Os recém chegados à árvore da vida gastarão algumas horas para explorar esta esfera, em algum desse tempo nas suas próprias. Eventualmente, quando Sandalphon sente que o tempo é certo e você provou-lhe que você está pronto, e digno e puro de coração o bastante para participar nos outros reinos, ele virá até você e apresentar-lhe-á algum tipo de chave. Esta chave é um símbolo que você pode viajar às outras esferas.

Malkuth não seria o lugar que não se pode deixar de falar um bocado sobre o Arcanjo Sandalphon. Primeiramente, Sandalphon tem diversos formas que usa, que não podem ser aparentes. Em sua forma masculino tradicional, Sandalphon aparecerá como um mago que anda entre um jardim bonito e tem cuidados para com ele, com mágica e maravilha. Em sua forma fêmea tradicional, olhará como uma princesa bonita de gelo ou a princesa de cristal. É esta forma que a princesa tende a usar para crianças. Em sua forma de João Batista, Sandalphon usa sandálias e calça curta ou mesmo peles do urso. Às vezes Sandalphon olhará como um ser poderoso da luz ou de um papa ou de um algum tipo de sacerdote elevado. Este é sua forma de Elias. Sua forma de Elijah é na maioria das vezes mais próxima que você virá a ver em sua forma divina. Carrega uma equipe de funcionários nesta forma, e essa equipe de funcionários é um símbolo de seus poder e sabedoria.

Sandalphon fala geralmente muito pouco, mas o pouco que diz, pode fazer você saber de uma riqueza, de uma idéia e a de uma compreensão. Nós temos muito a dizer sobre este Arcanjo nesta esfera porque a maioria dos seus encontros em Malkuth serão conectados com ele. É um professor mestre, e importa-se muito com o seu bem-estar. Usará Malkuth em todas as suas maravilhas para prepará-lo para o embarque em sua viagem no descanso da árvore da vida e para encontrar-se com seus seres de sabedoria e com aventuras impressionantes.

Uma bela lenda diz que, ao fim de cada dia, o Anjo Sandalphon recolhe todas as orações de ajuda e de cura que vieram da Terra e as coloca diante do Trono de Deus onde, em terna bendição, elas são transformadas em um glorioso arranjo de perfumadas flores. Essa lenda recebeu de Longfellow bela expressão nas seguintes linhas.:

E ele reuniu as orações onde se encontrava,
Que transformaram-se em flores em suas mãos,
Em guirlandas de vermelho e púrpura;
E sob o grande arco do portal,
Através das ruas da Cidade Imortal,
Foi espalhada a fragrância que delas emanava.

Considerado o irmão gêmeo de Metatron, possui dois nomes divinos
Adonai Malekh e Adonai ha Aretz, cujos significados são Senhor e Rei, e Senhor Manifesto na Natureza, respectivamente.
Eventualmente também é chamado de Messias ou o Senhor das Alturas.
Sua morada são os Quatro Elementos da Vida.