Ilusão 4

Qual a Natureza e o Propósito dos Sonhos?

Nossos pensamentos e nossos sonhos são de conseqüências mais amplas do que sabemos. Eles existem em mais dimensões e afetam mundos dos quais somos alheios. São tão concretos, em efeito, como qualquer edificação. Surgem de muitos modos em muitos sistemas e uma vez criados não podem ser removidos. O mundo onírico é construído em um campo que nós não podemos perceber fisicamente, porém possui mais continuidade do que o mundo que conhecemos. O mesmo tipo de acordo psíquico que mantém unido o sistema onírico mantém unido o sistema físico também. Há apenas um eu e ele focaliza a sua atenção em várias dimensões. No estado desperto focaliza-se na realidade física. No estado sonial focaliza-se em uma dimensão diferente. Isso não quer dizer que as vezes nós não deixamos nossos corpos e viajamos em nosso sonho para outros lugares físicos. Quando estamos manipulando numa realidade física, temos um conjunto bastante simples de regras para nos servir. Na realidade sonial há maior liberdade. O sonhador cria seus sonhos para seus próprios propósitos selecionando apenas aqueles símbolos que tem significado para ele. Cada sonho inicia-se com energia psíquica na qual o indivíduo transforma em uma realidade que é tão funcional e real quanto a realidade física. Há forma na realidade sonial, porém a forma potencial existe na energia psíquica, bem antes de sua materialização. Através de nossos sonhos mudamos a realidade física e nossa experiência física diária altera a experiência sonial. Há uma interação constante. A nossa consciência é simplesmente direcionada a um tipo diferente de realidade quando sonhamos, uma realidade tão vívida como a vida vigilante. Em um nível, a personalidade tenta resolver problemas através da construção sonial... e amiúde isso concede liberdade a ações que não podem ser exprimidas nos confins da vida desperta. A ação sonial PODE ser voltada ao cumprimento das expectativas construtivas que efetuarão uma mudança para melhor! Os sonhos podem ser utilizados criativamente para melhorar a saúde, adquirir inspiração, restaurar a vitalidade, resolver problemas e enriquecer as relações familiares. Podemos ter um sonho agradável e alegre que irá restaurar completamente o nosso bom humor e nossa vitalidade. Em nossa vida onírica, podemos visitar outros níveis de existência e adquirir habilidades necessárias. O ego não está presente na realidade onírica. Ele não é a consciência desperta. O ego é somente aquela porção da consciência desperta que lida com a manipulação física. A consciência desperta pode ser levada a um estado onírico, mas o ego não pode, pois iria vacilar e causar fracasso lá. Quando conduzimos nossa consciência a um estado onírico, depararemos com várias condições, algumas podemos manipular, outras não. Algumas locações oníricas serão criações nossas, e outras serão estranhas a nós pois pertencem a outras dimensões da realidade. A consciência individual pode ser enviada através de sistemas de realidade. Isto envolve a transferência de energia consciente de um sistema caseiro a um sistema alienígena, e certas modificações automáticas são feitas de sistema a sistema, envolvendo o uso de ondas cerebrais, certos padrões sendo normais em sistemas diferentes. Conforme a personalidade é mudada pela experiência, ela é mudada pelos sonhos. Podemos esquecer os nossos sonhos, mas eles são sempre uma parte de nós. A experiência onírica é sentida diretamente pelo eu interior. Os sonhos possuem sua própria realidade, não só existem independentes do sonhador, mas eles também possuem forma tangível, apesar de que não na forma da matéria com a qual somos familiarizados. Estão para sempre encerrados como dados eletricamente codificados dentro das células do organismo físico. O universo onírico possui conceitos que irão algum dia transformar completamente o mundo físico, porém a negação de tais conceitos como possibilidades adia seu surgimento. Eles são também sonhos de "massa" ou repartidos. Nestes sonhos a humanidade lida com problemas de sua estrutura política e social. Nestes sonhos, nós sonhamos individualmente e coletivamente em modos nos quais reviravoltas podem ocorrer. Estes sonhos na verdade ajudam a ocasionar a mudança resultante. A própria energia e direção destes sonhos ajudarão a mudar a situação. As soluções alcançadas nem sempre são as mesmas como aquelas que nós aceitamos no mundo físico. A energia por trás de um "sonho ruim" é a energia de medos ocultos, que pode ser formada por qualquer um, já que há temores em qualquer um. O mal não existe em separado do sonhador, até a doença ou o medo não devem ser vistos como inimigos, mas especialmente como apoio ao entendimento e meio para um fim maior. Em proporções maiores não há mal, somente nossa falta de percepção. O medo direciona nossa energia consciente para o reino da realidade daquele medo, e nós então temos que lidar com este nível. As palavras "Que a paz esteja convosco”.Nos ajudarão através de qualquer dificuldade em outras camadas da realidade.

Texto do Iniciado R.M. do Mestre D.K.

INDICE