O Caminho Sagrado no
           Mundo Manifesto

                               Introdução

            "Este escrito, bem como todos os escritos existentes não têm nenhuma verdade, pois não se aproximam da experiência tida pelo Sábio que a transmitiu como ensinamento e foi ouvida e anotada por alguém e transcrita imediatamente para que não fosse esquecida. Porém só terá valor, como escrito se servir como um guia a ser experimentado".


                               Preâmbulo

            Na era que se passou a Via Sacra era experimentada com o conhecimento próprio daquela idade.
A era de peixes simbolizava o sacrifício, como o sofrimento.

            A narração seguida através das 14 fotografias retratadas do caminho de peixes, é até hoje usada no grande experimento daqueles que decidiram gloriosamente imitar o Cristo no Calvário.
Os Símbolos das pinturas caracterizam claramente a manifestação netuniana da transição em peixes.

            A passagem de 2000 anos do ciclo exerce um grande domínio em todos os transeuntes como Expiação Crística. Desde a primeira imagem e também as que antecedem a esta hora condenatória e de julgamento em que tudo nos leva a crer na Agonia do Cristo. Um Cristo agonizante e submetido ao mal e não resistente a ele é uma idéia sempre perseguidora dos incautos filhos na transição em Netuno.
Colocados em uma crença que não os tira de modo nenhum desse principio e os alimentam até o desgaste mental, emocional e físico que são como uma flagelação que suportam tentando através do sofrimento imitado ganhar a liberdade pelo descontrole e o desequilíbrio oferecido a todos como salvação.
"Tenho que suportar muito e pela amargura", dizem eles, para ganharem à salvação.

            A aflição da madrugada que antecede a entrada na Via é mais que dolorosa, é insuportável, vista como traição, negação, tentação e ainda durante a meditação no monte das Oliveiras. O tormentoso conflito da expectativa por um acontecimento já conhecido e esperado e que custa muito a se realizar. Retratado como busca, que para os ignorantes, é vista como um desequilíbrio quando ele procura a força no Pai por estar sendo submetido às tentações. Devemos observar bem a passagem na qual o Cristo é levado à presença do Sumo Sacerdote para a avaliação de sua conduta perante ele. Isso é uma característica bem clara do posicionamento de uma era netuniana na evolução, a de avaliar por um mando ostentado que critica, julga e condena sempre por reconhecer em todos os eu inferior que está em progresso transicional, e não ao Ser. Aqui fica completamente entendido o papel do domínio das crenças e facções que impõem um claro desrespeito a evolução do Ser no conceito pisciano. Isso leva a uma grande incompreensão entre as raças, um ódio e a uma ira descabida como veremos adiante. A Via Crucis, quando bem entendida e bem experimentada é uma grande representação que temos que ter em nossa mente e sempre presente no cotidiano. De sua visão vai depender o que pode ser tirado do ensinamento explícito dessa iniciação das mais respeitadas por todos que buscam a Luz.

            Ela é o marco da Verdade mais refinada.





           As 14 Estações da Cruz
           em Aquário
           no Mundo Manifesto

            Urano o planeta regente em co-regência saturniana nos leva a experimentar o conhecimento da Via Sacra sob um ângulo que se dispõe no nosso desvelar a libertar-nos do velho aprisionamento. A Era de Aquário que se caracteriza por uma grande consciência quântica, proporciona a leitura dos quadros retratados e a todos os acontecimentos anteriores descritos, com uma nova roupagem e será feita aqui uma re-leitura. Analisaremos a Via e todos os seus componentes em várias formas didáticas de ensinamentos e no qual, tudo seja visto em suas partes como componentes de um todo. Para o exercício o fundamental é poder ir ao todo em suas partes, do principio ao fim.

           Cumpra os 12 passos ou módulos obedecendo a seguinte ordem dos ensinamentos administrados pelo Sintonia Saint Germain. Sempre partindo das Intruções Iniciais, seguir com as Informações e caminhar de maneira ascencional do "passo 12" ao "passo 1", para chegar o mais perto possivel da unidade.

                                                     "GANESHA" para Todos!!!


                               Indice


Intruções Iniciais
O Intuito - O Alvo - O Desígnio - O Escopo - O Fim - O Fito
- O Intento - A Finalidade -


Informações
Ode a Liberdade


12º Passo
As 14 Estações da Cruz em Aquário.
Os Sete Raios Cósmicos no Mundo Manifesto


11º Passo
As 14 Estações da Cruz em Aquário.
Os Sete Chacras nas Horas e nos Eixos no Mundo Manifesto


10º Passo
As 14 Estações da Cruz em Aquário.
A Câmara Secreta do Coração e os Cinco Budas do Dhyani no Mundo Manifesto.


9º Passo
As 14 Estações da Cruz em Aquário.
O Relógio Cósmico, as Hierarquias e as qualidades divina no Mundo Manifesto.


8º Passo
As 14 Estações da Cruz em Aquário.
As Sete Cruzes de Fogo no Relógio Cósmico no Mundo Manifesto.


7º Passo
As 14 Estações da Cruz em Aquário.
Os Quatro Elementos os Signos e Planetas Enochianos e as Estações da Cruz no Mundo Manifesto.


6º Passo
AAs 14 Estações da Cruz em Aquário.
Os Quatro Elementos dos Signos e Planetas Enochianos e dois dos Vinte e Quatro Anciões de cada Estação da Cruz no Mundo Manifesto.


5º Passo
As 14 Estações da Cruz em Aquário.
As Sephiras nos Quatro Elementos nos Signos e Planetas Enochianos e os 72 Nomes de Deus no Mundo Manifesto.


4º Passo
As 14 Estações da Cruz em Aquário.
As Sete Sephiras no Relógio Cósmico no Mundo Manifesto.


3º Passo
As 14 Estações da Cruz em Aquário.
As Doze "Manifestações" de Malkuth (O Reino) ao Ain Soph (na hora cinco) no Mundo Manifesto.


2º Passo
As 14 Estações da Cruz em Aquário.
A Arvore da Vida, Dez Sephiras e mais as manifestações de Daath (conhecimento) e ao Ain Soph. Os Arcanjos no Mundo Manifesto.


1º Passo
As 14 Estações da Cruz em Aquário.
As Nove Hostes Angélicas e os 72 Anjos nos planetas do suporte dos elementos Enochiano no Mundo Manifesto.





próxima
Próximo

Volte a Homepage