A cidade de Lanka era ao contrário de qualquer coisa neste mundo. Havia torres douradas, terraços enfeitados com jóias, labirintos de jardim, que lagos sem fundo encheram de flores de loto, que mercados empilharam alto com bens de todo canto do universo, e o ar eram carregados com o cheiro de flores e temperos. Os escravos e Rakshasas estavam em todos lugares, e eu soube que Ravana viveria em algum lugar sobre eles.

Assim eu escalei a torre mais alta na ilha, e lá em um jardim, atrás de uma arvore uma mulher tão bonita como uma deusa.

"Você!" Uma voz explodiu na quietude do jardim do topo da torre e minha mente parou de pensar. E eu assisti como Ele que faz o grito do universo gritou para Sita e como ela se apertou contra a árvore. "Seja minha esposa ou seja cortada em pedaços e sirva de comida para uma refeição matutina!"

Sita olhou e nove mais cabeças cresceram de repente do pescoço de Ravana, foi como ele mostrou a sua raiva.

"Você tem dois meses para decidir", gritou ele. "Então, de uma maneira ou de outra, você será minha!"

Quando o gigante tinha partido, eu me apresentei a Sita. Eu mostrei o anel do Príncipe Rama a ela e os olhos dela se encheram de lágrimas.

"Venha agora" comigo, eu disse. "Escale em minha parte de trás e eu saltarei"

Mas ela balançou negativamente a sua cabeça.

 


 

anterior
[Anterior]
home
[Home]
próxima
[Próxima]