sintonia

Todos nós experimentamos a graça divina através dos insights intuitivos que são limitados em momentos breves. Para a maioria dos seres humanos é dificil tornar a consciência, que é uma expressão do divino habitante em nós, constante. Quando as limitações impostas sobre ele são removidas, a sua luz atua com mais freqüência e permanência. Invocando a deusa Gayatri sentimos de maneira muito intensa o amor, a bem-aventurança, a beleza e o poder dessa consciência. Isto nos permite compreender porque a Deusa Gayatri é considerada a mãe dos vedas (escruturas sagradas).

 

 

GAYATRI MANTRA

 

AUM BHUR BHUVAH SVAH
TAT SAVITUR VARENYAM BHARGO DEVASYA DHIMAHI DHIYO YO NAH
PRACHODAYAT
 
Nós meditamos sobre o glorioso esplendor do divino vivificante, que ele próprio ilumine nossas mentes.

AUM 

O som primordial da natureza sutil. O significado natural do "AUM" que é considerado em si o mantra primordial, é o poder básico do supremo que engloba a criação, preservação e a destruição - representadas por três entidades - Brahma, Vishnu e Shiva, respectivamente. Quando é pronunciado com "A" abre a boca, com "U" estende e com "M" fecha. Os yogis durante o estado de samadhi - nos mais altos níveis de consciência, experimentaram o mesmo sutil som do "AUM" que se propagava em todo cosmo seja micro ou macro. Ouviram o mesmo som da menor e maior manifestação da natureza, do átomo até galáxias. Chamaram este som de anhat nád - o som que propaga por si mesmo, sem razão aparente e sem fricção de dois objetos. O AUM é este som divino e onipresente. 

BHUR BHUVAH SVAH  

Representa o manifesto e não-manifesto que constituem o mundo denso e sutil. A palavra loka significa mundo ou o campo de experiência ou nível de evolução espiritual. Os sábios definiram um total 14 lokas, 7 superiores e 7 inferiores. Superiores são:- Bhur loka, Bhuvar loka, Swar loka, Mahar loka, Gyana loka, Tapo loka e Satya loka. Inferiores são:- Pátálam, Mahátalam, Rasátalam, Talátalam, Sutalam, Vitalam e Atalam. Bhur - a terra, o mundo físico constituído de matéria; Bhuvar o próximo constituído de matéria sutil e Swar - o paraíso. São os três lokas onde a alma sofre o processo de reencarnação, chamados de vyáhritís. Nos próximos quatros lokas ela goza o estado evoluído. Estas três palavras místicas chamadas de vyáhritís, explica o Manu (o pai da humanidade), são o néctar dos vedas e originárias dos mesmos. Bhur do Rigveda, Bhuvah do Yajurveda e Swah ou Swar do Sámveda. São as essências luminosas dos vedas, assim disse o PRAJAPATI (o criador do universo). Quando medita o Gáyatri com os vyáhritís o meditador pode visualizar e identificar conscientemente os três loka emergindo, existindo e abolindo no AUM, uma experiência gratificante. Assim os vyáhritís no gayatri representam em totalidade a experiência subjetiva e objetiva do homem. Pessoas com sensibilidade acentuada relatam que nas primeiras semanas de meditação o mantra gera e emana intenso calor físico. 

O GAYATRI 

TAT SAVITUR VARENYAM BHARGO DEVASYA DHIMAHI DHIYO YO NAH PRACHODAYAT. 
Nós meditamos sobre o glorioso esplendor do divino vivificante,
que ele próprio ilumine nossas mentes. 

O significado e a energia invocada por cada uma das 24 sílabas no contexto de Gáyatri mantra são os seguintes. 

Ta sucesso, triunfo Dhí capacidade, poder de retenção
Tsa esforço, empenho Ma prana, vida, vitalidade, espírito
Vi nutrir, sustentar, obedecer disciplina,domínar desejos 
Tur bem estar, bênção, evolução Dhí penitência, austeridade
Va união, conjugação Yo premonição, prudência
Re amor universal Yo vigília, satsang
Nyam riqueza material,fortuna Nah a criação, universo
Bha brilho, aura, luminosidade Pra simplicidade, sem malícia
Rgo abrigo, proteção, segurança Cho coragem, ânimo
De consciência, inteligência Da humildade
Va controle, repressão     juízo, razão, sabedoria 
Sya fé, devoção, fidelidade T servir, compaixão

Nós, muitas vezes, perseguimos intensamente objetivos passageiros em busca da felicidade e sabemos, que a real felicidade somente pode ser encontrada dentro de nós mesmos, por meio da elevação do nosso nível de consciência.

O intelecto pode conhecer todos os fatos com os quais estamos em contato todos os dias mas, a menos e até que ele esteja iluminado pela luz da consciência, não conseguirá perceber seus significados.

O mantra é o meio de ampliar a consciência a fim de restabelecer o sincronismo entre o microcosmo e macrocosmo. Como uma perdida gota d’água ao chegar no oceano adquire o potencial e o poder do oceano, o ser humano quando se encontra com o onipotente se funde a "Ele" tornando-se onipotente.

O Gayatri mantra é o mais glorificado mantra dos vedas (escrituras sagradas) e é direcionado ao onipotente que propiciou a vida no universo e a deusa Gayatri simboliza sua energia operativa.

 


 

 

Para Ouvir e dizer a leitura e o mantra em RealAudio

Volte a Homepage. Back