Taro
(Continuação)

Extrato do texto "A Cabala e o Taro"
Retirado da Internet

3 - OS ARCANOS MAIORES E OS ARCANOS MENORES

Os Arcanos Menores em sua totalidade desenrolam o esquema Iod-He-Vau-He no mundo da criação das formas, da Humanidade ainda não decaida. Para esta Humanidade, a realização da Grande Obra era uma tarefa natural, um labor normal e costumeiro; um trabalho consciosamente realizado em todas as suas fases. Os Arcanos Maiores, pelo contrário, são relatos e mostram o caminho do Homem decaido que somente com o suor da testa, purificando sua concepção do mundo e transformando-se a sí mesmo, pode voltar à lei Iod-He-Vau-He, que para ele se tornara obscura.

Os Arcanos Menores são metafísicamente mais puros que os Arcanos Maiores e podem ser compreendidos matemáticamente de maneira mais fácil que estes últimos, pois sua estrutura possui uma dependencia funcional bastante clara e precisa.
De forma resumida pode-se dizer que nos Arcanos Menores, o clichê Iod-He-Vau-He se desenvolve corretamente e que nos Arcanos Maiores este desenvolvimento apresenta uma imagem confusa, deformada, adaptada ao mundo das ilusões e da compreensão limitada.

OS ARCANOS MENORES

As 56 cartas que compõem os Arcanos Menores, dividem-se em quatro NAIPES:

. PAUS simbolizando o IOD
. COPAS simbolizando o primeiro HE
. ESPADAS simbolizando o VAU
. OUROS simbolizando o segundo HE

RELAÇÃO ENTRE OS QUATRO NAIPES E AS QUATRO PESSOAS DA PRIMEIRA FAMÍLIA - (Família Transcendental)

PAUS - Corresponde à influência do IOD Superior - o Amor Transcendental.
Esta influência reflete-se em todas as Sephiras da Segunda Família.
A análise abaixo refere-se apenas ao reflexo na Sephira HOCKMAH, onde, antes da queda permaneciam nossas almas, formando a síntese da Humanidade - o Homem Universal.

Paus portanto corresponde ao Amor Ativo, descendente que fecunda com sua radiação. Este Amor é o primeiro impulso para qualquer começo, no sistema individualizado, fechado. Em Hockmah ele é o impulso inicial das almas em qualquer direção.

COPAS - Corresponde ao reflexo do primeiro HE - a Vida Transcendental, o Amor Superior, ascendente, atrativo.

ESPADAS - Corresponde ao reflexo de VAU, a influência do LOGOS, o Amor Andrógino que cria a nova vida de modo análogo ao seu nascimento.
VAU provém da união do Amor Ativo com o Amor Passivo emanados do Ponto sôbre o IOD, pela sua polarização. VAU torna-se assim o Arquiteto do Universo e ESPADAS a transmissão do Logos da Vida da Mãe, pelo poder do Amor, Amor este semelhante ao do Pai.

OUROS - Representa a influência do segundo HE sobre as almas.

O segundo HE da Primeira Família corresponde a emanação dos dez Sephiroth da Segunda Família. Esta emanação corresponde no plano físico a "realização".


4 - ANÁLISE NUMÉRICA DO TARO

CHAVE DOS ARCANOS MENORES

Aplicando a lei cíclica de Iod-He-Vau-He em um naipe, temos:

IOD - REI 1,4,7 Cabeça, Espiritualidade - Mundo Divino
HE - DAMA 2,5,8 Peito, Vitalidade - Mundo Humano
VAU - CAVALEIRO 3,6,9 Corpo, Materialidade - Mundo Material
2 HE - VALETE 10 Transição de um Mundo ou Ser (geração) para outro

Assim 10 e Valete (segundo HE) representam a transição de um naipe para outro.
Adicionando-se os quatro Naipes, temos:

IOD - PAUS REI 1,4,7
HE - COPAS DAMA 2,5,8
VAU - ESPADAS CAVALEIRO 3,6,9
2 HE - OUROS VALETE 10

CHAVE DOS ARCANOS MAIORES

Enquanto que para os Arcanos Menores, conforme já mencionado, a Chave do Taro é perfeitamente ajustada ao conjunto de lâminas, para os Arcanos Maiores, não existe um ajuste perfeito. Diversos autores utilizam-se de esquemas diferentes.
Considerando os 22 Arcanos Maiores, temos que um dêles, "O Louco", que nos baralhos atuais é representado pelo "Coringa" ou "Joker", não tem, segundo alguns autores, uma posição fixa. Neste caso, atribui-se-lhe o número "0" (zero). Para outros, o "Louco" ocupa a XXI casa.
Assim temos 21 Arcanos maiores fixos e o "Louco".
Mesmo a ordem dos Arcanos Maiores, por vêzes, é tomada diferentemente. Um dos autores modernos bastante conhecidos, Arthur Edward Waite, criador do "Rider Tarot" um dos mais vendidos nos Estados Unidos é um exemplo destes. Neste trabalho preferimos ficar com a classificação de Mebes, que coloca o Louco como Arcano XXI.

Apresentamos, a seguir, a chave dos Arcanos Maiores, e posteriormente a sua inter-relação com os Arcanos Menores, de acordo com Papus, no seu livro "O Taro dos Bohemios".

Para os Arcanos Maiores temos:

Primeiro Setenário - Mundo Divino
Segundo Setenário - Mundo Humano
Terceiro Setenário - Mundo Material
Último Ternário - Transição do Mundo Criador e Providencial ao Mundo Criado e Fatal.
- Transição para os Arcanos Menores

COMBINAÇÃO DOS ARCANOS MAIORES E MENORES (Papus)

Relações de IOD

ARCANOS MAIORES POSITIVO NEGATIVO
I - VII - XIII IV - X - XVI

ARCANOS MENORES REI DE PAUS REI DE COPAS
ÁS DE PAUS ÁS DE COPAS
4 DE PAUS 4 DE COPAS
7 DE PAUS 7 DE COPAS
REI DE ESPADAS REI DE OUROS
ÁS DE ESPADAS ÁS DE OUROS
4 DE ESPADAS 4 DE OUROS
7 DE ESPADAS 7 DE OUROS
Relações do Primeiro HE

ARCANOS MAIORES POSITIVO NEGATIVO
II - VIII - XIV V - XI - XVII

ARCANOS MENORES DAMA DE PAUS DAMA DE COPAS
2 DE PAUS 2 DE COPAS
5 DE PAUS 5 DE COPAS
8 DE PAUS 8 DE COPAS
DAMA DE ESPADAS DAMA DE OUROS
2 DE ESPADAS 2 DE OUROS
5 DE ESPADAS 5 DE OUROS
8 DE ESPADAS 8 DE OUROS
Relações de VAU

ARCANOS MAIORES POSITIVO NEGATIVO
III VI
IX XII
XV XVIII

ARCANOS MENORES CAVALEIRO DE PAUS CAVALEIRO DE COPAS
3 DE PAUS 3 DE COPAS
6 DE PAUS 6 DE COPAS
9 DE PAUS 9 DE COPAS
CAVALEIRO DE ESPADAS CAVALEIRO DE OUROS
3 DE ESPADAS 3 DE OUROS
6 DE ESPADAS 6 DE OUROS
9 DE ESPADAS 9 DE OUROS
Relações do Segundo HE

POSITIVO NEGATIVO
XIX XX
VALETE DE PAUS e ESPADAS VALETE DE COPAS E OUROS

Equilíbrio

XXI e XXII
DEZ DE PAUS, COPAS, ESPADAS E OUROS
. CHAVE DOS ARACANOS MAIORES (nossa visão)

Como não há um esquema único para os Arcanos Maiores, a correspondencia entre estes e o ciclo IOD-HE-VAU-HE também não é única.
Em seguida apresentamos a nossa "classificação" para os Arcanos Maiores.

Ciclos de Iod-He-Vau-He:

IOD - Arcanos - I, IV, VII, X, XIII, XVI, XIX
HE - Arcanos - II, V, VIII, XI, XIV, XVII, XX
VAU - Arcanos - III, VI, IX, XII, XV, XVIII, XXI
2 HE - Arcanos - IV, VII, X, XIII, XVI, XIX, XXII ou apenas XXII.

Observa-se que nesta série, o primeiro - Arcano I e o último - Arcano XXII são destacados. O Arcano I é o único IOD que não provém da "família" anterior. Desta forma, podemos considerá-lo como a UNIDADE, o Início.
Por outro lado o Arcano XXII é o único "2 HE" que não se propaga em uma nova "família", sendo, portanto o ponto de transição de toda a família dos Arcanos Maiores.


5 - SIGNIFICADO FILOSÓFICO DOS ARCANOS MAIORES segundo Papus

1 - ALEPH Princípio / Essência Homem Natureza Naturante
2 - BETH Substância Mulher Natureza Naturada
3 - GHIMEL Ciência Humanidade Cosmos
4 - DALETH Vontade Poder Fluido Criador
5 - HE Inteligência Autoridade Vida Universal
6 - VAU Beleza Amor Atração Natural
7 - ZAIN Pai Realização - Vitória Luz Astral
8 - HETH Mãe Justiça Existência Elementar
9 - TETH Amor Divino Prudência - Calar Fluido Astral
10 - IOD Ordem Fortuna - Destino Força -> Manifestação
11 - KAPH Liberdade Coragem - Ousar Vida Refletida - Passageira
12 - LAMED Prova Sacrifício Consciente Força Equilibrante
13 - MEM Princípio Transformador Morte Força Plástica Universal
14 - NUM Involução Temperança Vida Individual
15 - SAMECH Destino - Tempo Sina - Força Mágica Encarnação Material - Agente
16 - HAIN Destruição - Caos Catástrofe Equilíbrio Rompido
17 - PHE Imortalidade Esperança Forças Físicas
18 - TZADI Adversários Invisíveis Corpo Material Forças Ocultas
19 - QUPH Luz Verdadeira Verdade Fecundada Reino Mineral - Ouro Filosófico
20 - RESH Renascimento Moral Mudança Reino Vegetal - Vida Vegetativa
21 - SHIN Rutura Instinto Reino Animal - Matéria Viva
22 - THAU Absoluto Realizado Triunfo pela Sabedoria Universo Equilibrado

Papus relata que para utilizar o Taro com estas interpretações, deve-se tirar duas lâminas e colocá-las lado a lado. Em seguida ler o seu significado sem utilizar verbo, pronome ou substantivo.
Procurar a composição útil e a lâmina que deve completar o ternário.
Finalmente ler o sentido descoberto, acrescentando o verbo:

Lâmina 3 - Ciência Lâmina 6 - Beleza

Adicionando-se -> 3 + 6 = 9 temos a terceira Lâmina = Amor Divino

A Ciência da Beleza é o Amor Divino ou A CIência é a Beleza do Amor Divino

Tomemos agora os Arcanos Maiores numa dada sequencia e substindo o terceiro Arcano por outro encontrado através da adição dos dois primeiros Arcanos e calculando a redução tesosófica.

Arcanos Maiores em sequencia de Três

7 - A Vitória 10 - do Poder Mágico 13 - é a Morte
Substituir o Arcano 13 pelo Arcano 8 (10 + 7 = 17, 1 + 7 = 8)

Arcanos Maiores em sequencia de Quatro

v3 - A Ciência 7 - é o Princípio Criador 11 - da Liberdade
Substituir o Arcano 11 pelo Arcano 1 (3 + 7 = 10, 1 + 0 = 1)
Arcanos Maiores em sequencia de Sete

v1 - O Homem 8 - é a Justiça 15 - do Destino
Substituir o Arcano 15 pelo Arcano 9

Arcanos Maiores em sequencia de dez

2 - A Mulher 12 - é o Poder Mágico 22 - do Absoluto Realizado
Susbtituir o Arcano 22 pelo Arcano 5 (2 + 12 = 14, 1 + 4 = 5)

Diversas aplicações podem ser realizadas através deste esquema, como por exemplo, estudar um número...

número 4
Arcano 4 = DALETH -> Vontade
Façamos agora a adição teosófica: 4 => 1 + 2 + 3 + 4 = 10 -> Roda da Fortuna

número 78
78 = 7 + 8 = 15 => 1 + 5 = 6 => VAU -> Beleza

ou um Nome, por exemplo, analizando suas letras, reduzindo a soma de suas letras (tome por exemplo o valor de cada letra do alfabeto) a um Arcano, e após adicionando teosóficamente o seu valor...

LUIZ - 13 + 21 + 9 + 26 = 69 = 15 = 6
13 = Morte
21 = Instinto
9 = Amor Divino
26 = 8 = Mãe
15 = Sina, Força Mágica
6 = Beleza, Amor, Atração Universal
6 = 1 + 2 + 3 + 4 + 5 + 6 = 21 = Instinto

a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v x w y z
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26


6 - O SIMBOLISMO DAS FIGURAS DOS ARCANOS MAIORES

Os 22 Arcanos Maiores do Taro são constituidos apenas de figuras, nenhuma carta é numérica como no caso dos Arcanos Menores. Estas figuras representam Arquétipos, constituem verdadeiros emblemas do conhecimento esotérico da Antiguidade.

Nas diversas versões de Taro encontradas antes do início do século 20, que podemos denominar de "clássicas", sempre temos as figuras representando símbolos, conceitos, ou entidades do conhecimento esotérico. Nos ultimos quinhentos anos diversos Taros produzidos na Europa e na China, incluem além dos arcanos tradicionais outros representados as virtudes, os pecados capitais, e outros elementos.
Durante o século XX certamente foram produzidas mais versões do Taro do que em toda a história da humanidade desde seu início...

Cada uma das figuras representantes de um Arquétipo, possui seu próprio simbolismo ou conteudo emblemático, além disso, pequenos detalhes também devem ser considerados, tais como os quatro objetos com o Mago (Arcano 1 - Aleph). São eles: A vareta ou baqueta mágica, que representa Paus (Bastões) ou Iod, a Taça que representa Copas (Corações) ou o primeiro He, a espada que representa Espadas (Gládios) ou Vau e finalmente a moeda com a estrêla de cinco pontas que representa Ouros (Pentáculos) ou o segundo He.
Por isso dizemos que o primeiro Arcano contém o início e o fim, passando por todo o Taro !

O ultimo Arcano (Arcano XXII - Thau) representa o Mundo, o universo, a reintegração hermética. Nele temos uma mulher despida (símbolo da pureza), dançando. Um dos pés está sobre a cabeça de Ouroboros, a grande serpente Astral, num claro sentido de dominação sutil do vórtice involutivo que circunda nosso planeta Terra. Nas suas mãos trás duas baquetas mágicas, que segura paralelamente, uma a outra, simbolizando o equilíbrio perfeito do binário.
Nos quatro cantos da lâmina, encontramos os quatro animais da esfinge: Homem, Leão, Touro e Águia, representado o quaternário Iod-He-Vau-He, os quatro elementos Alquímicos: Mercúrio, Enxofre, Sal e Azoth, os quatro elementos Água. Fogo, Terra e Ar, e assim por diante.
Por isso também dizemos que o último Arcano contém a transição e o início, contendo também todo o Taro !

O Louco, lâmina 21 ou 0, é representado por uma figura humana que corre em direção a um precipício, à sua frente. Sua cabeça está coberta por uma carapuça e ele não olha para frente; não percebe o monstro de boca aberta que o espera em baixo da escarpa. Maltrapilho, não se importa com a aparência de sua roupa; que ainda mais está sendo dilacerada por um cão. Na mão esquerda possui um bastão que não usa nem como apoio nem como defesa contra o cão, e na mão direita segura pela ponta um pau compritdo, sobre os ombros, que na ponta suporta um fardo volumoso e pesado.O que pode simbolizar o Arcano do Louco no Taro ?

Simboliza uma pessoa, cuja finalidade de sua vida mudou e esta ainda não ordenou as suas novas tarefas, muito diferentes das anteriores. Assim, ele caminha, porém sem olhar para onde vai, embora possua olhos para ver; não se apoia no bastão das realizações iniciáticas que possui, não o utiliza nem mesmo para se precaver contra agresssões e dificuldades puramente externas, deixando que estas lhe dificultem o progresso. Abandonou a Lógica e imagina ser protegido por alguns privilégios inexistentes, para a lógica comum. Considera-se vestida, mas sua veste inadequada não lhe assegura nem calor nem descência. Cuidadosamente ainda carrega nas costas o fardo pesado de antigas superstições, preconceitos e condicionamentos que não mais harmonizam-se com o seu amadurecimento e com a sua transformação astral.


OS ARCANOS MENORES
(texto anterior)


O TRATADO DAS CIÊNCIAS MALDITAS
(Continuação do Estudo)




Volte ao Site.