OS 22 CAMINHOS DA KABALA  
 

 

                

       

Ghimel
3   
 
     

          

                13º CAMINHO - TIPHERETH - KETHER

         O 13º Caminho é chamado a INTELIGÊNCIA DE UNICIDADE e é assim chamado porque ele é a essência da glória e a consumação da Verdade das coisas espirituais individuais.

         Este é o caminho da iniciação que é simbolizado pelo cetro de Mercúrio que mostra o reto e o dilema do caminho do meio o mais árduo e doloroso. Mas concede a oportunidade ao aspirante de realizá-lo em menos tempo, enquanto a maior parte da humanidade estará a milhões de anos para consegui-lo.

         O propósito de todo o ocultista é realizar a união com seu eu Superior. O ocultismo não é um fim em si mesmo, como também uma Universidade tão pouco o é, senão um meio de formar uma pessoa para o serviço da coletividade, a hierarquia divina e a Deus.

         O conhecimento sempre desenvolve poderes especiais. Mas não se deve objetivar essas capacidades latentes em cada ser humano; estas surgem como uma conseqüência lógica e natural da evolução espiritual.

         O ocultista, além de sofrer as pressões do mundo físico, também está sujeito às pressões dos mundos internos que são muito mais sérios e mais intensos. Por isso é indispensável que tenha um organismo e a mente saudável. Deve-se ter sempre em conta que o corpo humano é o Templo do Espírito Sagrado. O Espírito Sagrado é o aspecto divino à parte física. Em condições cabalísticas, a Sephirot Yesod é chamada "Maquinaria do Universo", e é a parte governada pelo Espírito Sagrado. Então o corpo físico que é parte material da divindade, é então divino e nobre como o Espírito. No ocultismo a matéria física não é considerada como algo inferior; tem o seu valor, finalidade e importância. É através dele que a Individualidade adquire as experiências que possibilitam sua evolução rumo a Kether.

         Muitos crêem que os planos são independentes, e que nada tem que ver um com o outro. Sem dúvida, a vida é uma só, do plano mais alto até o inferior, há um relacionamento perfeito. O estado de um veículo é refletido no outro. Havendo um bom controle das emoções e pensamentos, o mago adquire controle sobre seus veículos. Somente assim poderá enfrentar o obstáculo do 25º Caminho como ao Abismo da 13º Caminho no qual se enfrenta as duas noites escuras da alma, muito bem descritas por San João da Cruz em seus livros.

         Pelo exposto, o Mago ao seguir o caminho do Misticismo tem que estar completamente fundamentado na Forma e com todas as suas implicações, principalmente na área do relacionamento perfeito, sob todos os pontos de vista. Não se deve aventurar no ocultismo como meios de fuga, porque escapar de algo significa que se tem medo, e um dos vícios ruins de Daath é o medo e a covardia. É a tendência das pessoas de estar isolado; racionalizando este medo pensam que se basta a si mesma. Outro hábito ruim de Daath é o orgulho que chega ao isolamento. Debaixo deste ponto de vista o amor é o eixo que tudo une isto e sem ele, como afirma o apóstolo o São Paulo, "nada sou." Ele ensina que o amor é principalmente "um caminho sobre tudo excelente." Obviamente não se refere às orgias sem freio, porque tudo aquilo excede a qualquer medida é uma aberração.

         O significado espiritual deste caminho é determinado pela Lua que é o chakra mundano de Yesod, considerado como um reflexo de Daath, em uma espiral mais baixa.

         A Lua, sendo um princípio receptivo, que indica que a Individualidade no 13ª caminho vai tornando se permeável para as emanações do Grande Um, dentro da lei dos ciclos que têm muito que ver com as leis de Ação e Polaridade cíclicas e do Fluxo e Refluxo. Dentro do esboço astrológico, a Lua expressa o princípio materno e de fecundidade, exercendo domínio inclusivo sobre a vida afetiva, como para todos os aspectos da natureza feminina. Exatamente o segundo Arcano que dá a teoria deste Caminho, mostra que na atuação há a necessidade de separar a unidade e sua polarização.

         A Sacerdotisa da Estrela Prateada, expressão feminina neste Caminho, é o título deste arcano. Mostra o domínio em todos os planos manifestados e o conhecimento de todos os secretos ocultos que são adquiridos neste caminho. A Estrela Prateada se refere a Sothis, chakra mundano de Daath, o abismo que deve ser chegado neste Caminho. A Grande Sacerdotisa, a segunda carta do Tarô, simboliza bem o equilíbrio entre o bem e o mal pela vitória sobre a matéria física. Esta carta também é chamada A Porta do Santuário. Nela uma figura de mulher com a face velada, sentada em um cubo em frente a dois pilares, o bem e o mal, com um véu entre ambos. A sacerdotisa tem na cabeça uma Lua cheia entre dois chifres no tórax uma cruz. Das pregas do vestido aparece parte de um livro ou um rolo de papiro e nos pés uma lua crescente. Em algumas versões o crescente está em uma coluna e o sol na outra.

         Neste caminho a Individualidade se encaminha para a Ascensão, da mesma maneira que foi exemplificado por Cristo; isto implica uma ligação entre a Terra e o Céu, o que está representado na caminho central da Árvore da Vida, de Malkuth para Kether.

         O caduceus de Mercúrio tem sua forma simplificada pela letra Ghimel que, com seus dois Yod, simboliza o Céu e a Terra. Simbolicamente representa a garganta do homem, um canal. Também significa o camelo que é o navio do deserto e a noite escura da alma isto também é simbolizado pela aridez do deserto. Esotericamente representa toda a idéia de expansão e crescimento.





         Peço licença a todos os estudantes para que nesse instante possa agradecer, em prosternação, ao simbolismo do Trono A Grande Sacerdotisa, a segunda carta do Tarô, a chave dois. Aos dois Yod, A Lua Cheia e a Crescente, ao Véu, ao domínio em todos os planos manifestados e culminando com o conhecimento de todos os secretos segredos escondidos, adquiridos junto a Ela.
Gratidão pelo J, B e pelo G.
Prometo para sempre os Respeitar, e os Manifestar a Tudo e a Todos.
Gratidão por Confiar.
Amo Muito a Sua Grande Idéia.



Jorge Bastos Garcia

                    



VIDEO- 13º CAMINHO


 


Volte ao Site.