OS 22 CAMINHOS DA KABALA  
 

 

                

       

Beth
2   
 
     

          

 

                 12º CAMINHO - BINAH - KETHER

         O 12º Caminho é o da INTELIGÊNCIA DA TRANSPARÊNCIA, porque é aquela espécie de magnificência chamada Chazchazit, o lugar de onde sai a visão daqueles que vêm as aparições.

         Para Inteligência de Transparência se entende a aptidão de ver as coisas em seu aspecto no real escondida na forma. Um dos símbolos atribuídos a Binah, o Vestuário externo que oculta, indica a forma que velando a energia cuja origem está em Kether.

         O hieroglífico da Árvore da Vida se adapta a qualquer setor da vida humana. Todas as potencialidades nela impressas, são encontradas em cada pessoa dentro do inconsciente, podendo ser perfeitamente exteriorizadas por meio de estudo laborioso e meditação.

         A monada durante sua descida evolutiva, capturou os conceitos do Logos para Seu Universo e os imprimiu em seus veículos. O ser humano possui a mesma capacidade criativa do Logos, logicamente conforme seu próprio esquema evolutivo. Deste modo, o homem cria o seu próprio universo pessoal, ou desfruta ou sofre os efeitos distorcidos das suas próprias criações. O propósito do ocultismo é mostrar e ensinar uma nova maneira de ação com a qual se pode modificar as formas-pensamento que são as causas das tribulações da vida no plano físico.

         O verdadeiro sentido deste Caminho é determinado por seu nome, Inteligência Transparente; é o estado de bem-aventurança, alegria da alma absorvida na contemplação espiritual no qual é o revelado o que é real e irreal, em sua última e única Verdade. É um estado de consciência que difere totalmente daquilo por mediunidade, clarividência, clariaudiencia, e até intuição. É um poder que participa da qualidade da onisciência, harmonização com a consciência total e una do Universo; a Super-consciência, privilégio dos grandes Mestres da Sabedoria. É a consciência do iluminado que está livre das aparências do mundo fenomenal. Não é nenhuma renúncia nenhum de sacrifício, porque sem possuir nada, ele o Senhor. de todas as coisas que se submetem prazerosamente a seus desejos. Tudo aquele que penetrou na câmara dos seres superiores realizou o que se denomina Consciência Cósmica, a imersão no Um Absoluto. Foi liberado da limitadora força, penetrou no véu da ilusão e vê agora as coisas em sua verdadeira Luz . Este estado de consciência não se deixa limitar mais pelo corpo, é exterior a ele.

         A teoria deste Caminho é o Mágico do Poder, título dado ao 1º Arcano maior do Tarô, o Mago. Esta carta representa um homem com a túnica de mago: na sua cabeça se vê o símbolo do infinito; sua mão direita elevada tem um cetro, símbolo do Poder. A mão esquerda aponta para o chão. Em frente a ele há uma Mesa de Manifestação, cúbica sobre qual há um copo, uma moeda, uma espada e um bastão simbolizando os elementos da vida natural.

         O significado espiritual é dado por Mercúrio que expressa o princípio de união pela razão, percepção e compreensão. É o chakra mundano de Hod, denominado desde o tempo imemorial, o Mensageiro do Deus. O símbolo deste planeta merece atenção especial: é o símbolo de Vênus coberta para uma Lua crescente, o princípio do espírito receptivo a torrente fecundante da energia de Kether.

         A letra Beth atribuída para o 12ª senda, significa casa, a boca do homem, seu interior. Se relaciona com o corpo físico como Templo (casa) do Espírito. Esotericamente representa a dualidade, a mulher. O propósito de todo

         "Vá, purifique a câmara de seu coração

         Faça ela conveniente para o Amante a habitar.

         Quando você partir, nela entrará

         em ti, vazía de tí mesmo, sua beleza mostrará”.




VIDEO- 12º CAMINHO



 


Volte ao Site.