OS 22 CAMINHOS DA KABALA  
 

 

                

       

Yod
10   
 
     

          

             20º CAMINHO - TIPHERETH - HESED

         O 20º Caminho é o da INTELIGÊNCIA DA VONTADE, assim chama porque é o meio de preparação para todo e para cada ser criado. É por essa inteligência que a existência da Sabedoria Primordial fica conhecida.

         A Individualidade é para a monada como a Personalidade é para a Individualidade.

         O processo evolutivo da personalidade está vinculado à aspiração mais elevada da Alma, Iluminação, a união com o eu Superior. O Eu Superior por sua vez aspira a sua união com a Divina Centelha (Monada). Mas a Individualidade, também denominada Personalidade Evoluída, depende da personalidade encarnada de para completar a sua evolução, ser consciente da sua real imagem idealizada por Deus.

         Evolução não é mais que converter em realidade o que se aloja no inconsciente, como uma capacidade, a potencialidade do Ser.

         Na medida em que nós vamos alimentando a tríplice Alma, com a mais perfeita observação possível, vida limpa, serviço impessoal, toda essa experiência vai sendo transferida para personalidade evolucionada que vai levando suas cores e potencializando-se.

         O Eu Superior também é denominado Espírito Triplo devido a seus três aspectos: Espírito Divino, Espírito de Vida e Espírito Humano. O aspecto chamado Espírito Divino é alimentado pela Alma Consciente; o Espírito de Vida pela Alma Emocional e o Espírito Humano pela Alma intelectual. A Alma tripla recebe a essência de tudo aquilo que a personalidade faz de bom no plano terrestre e que é absorvida pela personalidade evolucionada depois da morte física. A Alma tripla precisa ser desenvolvida pelas experiências da personalidade encarnante.

         A monada ao entrar no esquema evolutivo, só tem a consciência cósmica em seu contexto total, mas falta consciência de si mesma; é pura e forte, necessitando sem dúvida de experiências que a Alma tripla a proporciona através do Eu Superior adquirir autoconsciência.

         Quando o Logos, como mostra o raio em forma de zig-zag, projetou Sua consciência nos Sephirot, a monada cuja habitação era Binah, ao entrar na manifestação, também projetou um raio de si mesma, o Eu Superior por sua vez, ao enviar um raio a si faz, como quem faz um investimento; é como aplicando uma ação de capital de certa organização; se esta se deixa quebrar ou sua administração é ruim o capital, é perdido, tanto financeiro como de tempo. Da mesma forma, o Eu o Superior não progride quando a personalidade não levar a cabo qualquer trabalho, rumo a um progresso espiritual maior. Se esta perda é contínua, isto é, uma rejeição de sucessivas personalidades encarnante de realizar sua missão, o Eu o Superior se separa dos planos inferiores podendo até morte em seu aspecto superior e o mónada terá que reiniciar sua evolução por outro período de tempo infinito. Esta é uma alternativa raríssima; mas é mencionada nos Evangelhos: " na ocasião que as filhos do Reino são lançadas fora, as trevas; haverá gritos e ranger de dentes."(Mateus 8:12).

         A imagem da monada projetada em Hesed corresponde sómente ao próprio conceito monádico que não está sintonizado com o padrão Divino, como conseqüência, o Eu o Superior não contempla a "Face do Pai que está nos Céus", mas sim o que a Alma tripla lhe oferece e que dificilmente corresponde ao exato ideal divino. A Individualidade tem um desenvolvimento chamado Epigénesis que não só consiste na assimilação das experiências da última encarnação, mas na elaboração de conceitos novos e planos não só baseados no carma.

         A obtenção de Sabedoria Primordial é, pois, o objetivo do 20ª caminho que consiste na realização consciente em nome do Grande Obra, destinada a cada monada, como colaboradora do Logos. Dá a visão do padrão do destino cujas raízes estão nos níveis espirituais.

         Hesed é a esfera da Inteligência Coesiva e Receptiva, recipiente dos princípios abstratos, os arquétipos das idéias, em suas essências mais exaltadas. Então, o Eu o Superior recebe de Hesed seu ideal mais alto de perfeição que lhe é possível realizar; percebe como o Pai o vê, conscientizando o padrão que o Pai idealizou para ele, sem divergências.

         Em termos de Cristianismo, o estado consciente do Eu o Superior é também denominado Consciência Crística; o primeiro vislumbre de crística consciência pode ser considerado como influência deste Caminho.

         A chave deste Caminho é a letra Yod que esotericamente representa a manifestação potencial, a adoração eterna. É uma primeira letra do Nome Divino JHVH. Como o esperma, simboliza o começo, a semente, o princípio fecundante.

         O significado espiritual deste Caminho está no signo de Virgo, vinculado ao dogma da Imaculada Concepção, fecundado diretamente pelo princípio Divino Criador.

         Outro significado da letra Yod, é a Mãe de Deus que tudo faz e que impele o homem para o caminho da evolução.

         O portal deste Caminho é o Arcano IX cuja carta mostra o Eremita com sua lanterna, apoiado no cajado da fé, precedido pela serpente, símbolo da Sabedoria Divina, também simbolizado pela letra Yod.

         O título esotérico deste Segredo é: Profeta do Eterno, o que percebe a Sabedoria Primordial eterna iluminado pela Divina Luz. O Mago de Voz do Poder; o segundo título desta Caminho nos traz à mente a encarnação do Verbo, o começo de todas as coisas; pelo poder do Verbo Criador o começo teve a evolução. E este poder é conferido ao iniciado vencedor que em Hesed encontra o fim do seu Caminho. Onde então, escolhe transpor o abismo, Daath, abandonando a evolução para sempre, seguindo outras direções, ou então permanecer e servir a humanidade; não tendo mais necessidade de encarnar, o Mestre da Sabedoria estabelece sua morada neste plano, tornando se intermediário entre o Logos e os planos inferiores, para a realização do Sua Vontade.



 


Volte ao Site.