chama violeta  Pager




ANTAGONISMO

ALTRUISMO e EGOISMO

NA NOVA ERA

Relembrar...

Esse é o termo certo que diz do que começa agora, na Nova Era, a acontecer na mente humana.

No princípio todos tinham em si Alpha, o Pai, e Ômega, a Mãe. Os filhos da Terra tinham em si a Ação - a Regra – do Pai, e o Amor da Mãe: eram virtuosos e altruístas, e assim se relacionavam consigo mesmos, com todos e com tudo.

Inexistiam os filhos rebeldes, e todos eram criaturas-criadoras.

Mas o filho quis experimentar…e o nascimento do Ego em cada um foi, paulatinamente, trazendo o esquecimento do verdadeiro Eu Sou.

O Eu era acessado por alguns… que se mantiveram em contato com as tradições e rituais:

  • buscavam seu Eu através das práticas de meditação;
  • contatavam-no através de orações;

  • mantinham um ritmo em suas experiências;
  • buscavam experimentar e se enriquecer, sendo UNOS com a unidade das coisas;
  • mantinham contato com os mestres.

Esses ainda podiam ser ALTRUÍSTAS, deixando de lado a pessoalidade de suas experiências, vivendo-as mais intensamente, portanto, como só podem viver aqueles que se mantêm na unidade, sendo a parte, e o todo. Seu amor não era dirigido por escolhas ou preferências, tampouco o eram sua compaixão ou misericórdia…Estavam fora das forças da dualidade, e a inexistência de opostos os fazia ter, assim, a força da unidade presente em suas experiências.

O Eu não era acessado pela maioria, que desenvolvia um Ego individual e manhoso. Assim não podiam ser altruístas, e a pessoalidade estava presente em suas experiências, vivendo-as menos intensamente, portanto, como somente podem viver aqueles que não se mantêm na unidade, sendo unicamente a parte. Seu amor era dirigido por escolhas ou preferências, e assim eram sua compaixão ou misericórdia…Estavam com a força da dualidade, e a existência de opostos os fazia ter, assim, essa força presente em suas experiências.

Surgia o EGOÍSMO... Tudo era referido à sua pessoa, à sua experiência, a seu próximo, tudo girando em torno de SI…A ação não era mais à imagem do Pai, sendo ilusória e não real, não era mais uma REAL-IZ-AÇÃO…Sem a REGRA do PAI, as ações duais tinham efeitos no TEMPO, sendo efêmeras e desvanecendo…e trazendo sentimentos duais, e outras ações, também duais. A MÃE também era olvidada, e SEU AMOR fenecia no coração humano…Subsistia, entretanto, o amor de auto-referência, egóico e dual, simétrico ao ódio, sendo dele somente um espelho…

Mas, como só existe no TEMPO, a experiência dual se esgota em si, a si aprisiona…e falha, com imperfeita que é…Alguns flashes clareiam a mente humana, que começa a Relembrar…

Esse é o termo certo que diz do que começa agora, na Nova Era, a acontecer na mente humana.



Volte a Homepage. Back